30 ago 2019
Cuidados com a sua lavadora de alta pressão


min de leitura 3 comentários

Alguns equipamentos podem tornar o dia a dia mais prático, sendo este o caso da lavadora de alta pressão, que se destaca por sua versatilidade. De um modo geral, seu funcionamento consiste na conciliação da vazão com a alta pressão, sendo esses dois aspectos decisivos para uma limpeza satisfatória e mais rápida.

A eficiência está relacionada com o fato de que a liberação de água conta com grande força devido a pressurização. Desta forma, conforme será visto no decorrer do texto, é possível obter maior economia de tempo e de recursos, como de água e produtos químicos.

Existem modelos variados, que atendem tanto o uso profissional, com a limpeza em fábricas e empresas, quanto aplicações menos complexas, por exemplo, em residências em práticas como a higienização de janelas, automóveis e pisos. 

Sendo assim, naturalmente, as opções profissionais apresentam recursos mais avançados, não apenas para atender limpezas mais pesadas como também áreas mais amplas, como a higienização de piso industrial epoxi, que também é submetido a fatores mais abrasivos.

Em ambos os casos, é preciso que exista cautela com o tipo de superfície tratada, pois determinados materiais maleáveis podem não apresentar uma resposta favorável a pressão e exigir uma limpeza diferenciada.

Quais são os principais cuidados?

Sem dúvidas, qualquer tipo de equipamento está propenso ao desgaste natural ou danos devido ao uso inadequado e até mesmo acidentes. Não é diferente ao se tratar da lavadora de alta pressão, mas uma série de medidas podem ser empregadas em prol da preservação e segurança.

Primeiramente, entre os fatores que apresentam maior impacto na durabilidade da lavadora estão:

  • Fiação;
  • Armazenamento;
  • Acessórios;
  • Operação.

Em relação aos acessórios, é válido citar que de acordo com a lavadora adquirida, há diversos itens que podem ser acoplados, como SNOW FOAM, para otimizar diversas tarefas e nesse caso, o uso de elementos incompatíveis pode comprometer tanto o equipamento quanto os complementos.

Além desse ponto, em relação a operação, fiação e armazenamento, existem muitos pontos decisivos, principalmente para segurança e que podem ser divididos da seguinte forma:

1) Antes do uso

Antes de utilizar a lavadora, é importante alimentá-la com água, caso contrário, pode ocorrer a elevação de temperatura da bomba. Caso contrário, problemas como desligamento frequente e falhas no funcionamento podem surgir.

De acordo com a utilização de qualquer equipamento, após o emprego cauteloso de acessórios e cabos, há necessidade de averiguar se a variação de tensão, assim como a própria tensão atendem as indicações.

Há alguns casos mais específicos, que consequentemente exigem cuidados diferenciados. Por exemplo, se para a higienização de uma plataforma industrial, a lavadora de alta pressão a ser empregada não é usada há muito tempo, incrustações podem ser notadas na bomba de acordo com a qualidade da água usada.

Nessa situação, torna-se necessário assegurar que o eixo do motor seja girado de maneira manual antes do acionamento da lavadora conforme as indicações do fabricante. Ainda mais, as áreas acessíveis do equipamento devem ser higienizadas com o auxílio de um pano úmido.

2) Durante o uso

Por mais que a princípio o jato possa não ter um aspecto nocivo para animais e pessoas, é crucial que jamais seja direcionado desta forma. Afinal, lesões podem ser causadas devido a força da água e no caso de animais e crianças, o quadro pode ser ainda mais grave.

Naturalmente, em um ambiente corporativo, como em um galpão industrial, os riscos de atingir um animal ou alguém são menores. Todavia, é imprescindível sempre ter cautela e orientar as pessoas ao redor.

Nesses casos, também se torna interessante ter cautela redobrada com a rede elétrica. Basta imaginar a situação de higienizar o espaço e acometer condutores de energia, causando grandes prejuízos.

Além disso, há um claro potencial para acidentes, o que é muito comum principalmente na área industrial, como em empresas de usinagem, que atuam na transformação de peças essencialmente de metal.

Itens de segurança também fazem a diferença no decorrer da utilização, como calçados que tenham sola antiderrapante. É uma medida com maior necessidade essencialmente em locais que apresentam a superfície com acabamento polido.

3) Após o uso

Terminou de utilizar a lavadora? Um dos primeiros passos para evitar problemas severos com o equipamento, é garantir o desligamento correto, sem que os fios ou mangueira sejam puxados.

Ações bruscas podem comprometer peças, o que consequentemente tem o potencial de levar ao comprometimento precoce da lavadora. A partir deste ponto, pode ser necessário realizar um novo investimento, seja para o reparo ou obtenção de uma nova.

Há também a necessidade de lidar com a água em seu circuito, assim como a correta despressurização antes de guardar. Para isso, é preciso ativar o gatilho, liberar as mangueiras responsáveis pela pressão e sucção, além de acionar a lavadora por alguns segundos e conferir a exclusão da água.

O armazenamento pode gerar grandes dúvidas, a principal questão é que seja em uma residência, comércio ou até mesmo em um galpão industrial, é de grande importância garantir que a lavadora seja colocada em um lugar adequado, o que envolve a proteção contra intempéries. 

Por mais que essas dicas sejam gerais, é interessante se ater às recomendações do fabricante, pois as particularidades dos equipamentos devem ser sempre respeitadas para evitar acidentes e prejuízos.

Como exemplificação pode-se citar que dependendo do modelo, não é recomendado que o gatilho permaneça fechado por cerca de dois a quatro minutos enquanto a lavadora está em operação. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.




Comentários
Seja o primeiro
a saber!

Cadastre-se e fique por dentro das nossas novidades!

Quer tirar uma dúvida?
Entre em contato conosco!